Com renda menor, brasileiros mudam hábitos de consumo

Com renda menor brasileiros mudam hbitos de consumo

As mudanças na sociedade, que se apesentam em decorrência da pandemia, trouxeram consigo novos hábitos de consumo para os brasileiros. Quando a crise chegou foi inevitável a busca por produtos que já faziam parte da cesta de compra do consumidor para estocagem. Nesse contexto, as categorias de higiene e beleza cresceram em consumo.

Com a queda na renda ocasionada pela piora econômica, o consumidor começou a optar por uma substituição de marcas e a adquirir produtos com melhor custo benefício. Aliado a isso, tendem agora a uma cesta menor e focada em produtos de necessidades básicas.

Atenta a isso, a Cigel Cosméticos vem inovando para reforçar sua produção de artigos de higiene pessoal, tanto dentro dos produtos da marca Aseplyne, como Álcool em Gel e Sabonetes Antibacterianos, como dos produtos da marca Alyne Cosméticos, com uma linha completa de produtos de beleza que variam entre: linha capilar, linha pés e mãos e linha corpo. “Entendemos que o consumidor irá optar por produtos com o melhor custo benefício e que agreguem confiança e qualidade, nisso saímos na frente”, valida Paulo Gurgel, presidente da Cigel Cosméticos.

Com o passar dos meses, uma outra mudança vem sendo percebida nesse comportamento do consumidor, que foi o resgate às compras em mercadinhos do bairro, em especial após a aderência ao lockdown, que impôs medidas mais radicais de isolamento, como as barreiras nas fronteiras entre cidades.

Esses novos hábitos de consumo muito têm a ensinar para os varejistas. Entender o consumidor é uma excelente forma de tomar decisões acertadas e evitar o colapso.

Compartilhe: